0

Autoestima e sucesso

A necessidade de sermos queridos e reconhecidos pelos outros faz parte das necessidades humanas. E algumas pessoas parecem ter mais necessidade desse reconhecimento devido as suas inseguranças intrínsecas. Mas, no universo profissional esse tipo de comportamento pode colocar em risco o valor do seu trabalho e o sucesso do seu negócio.

Arte: Markentista

A insegurança e o medo de não corresponder às expectativas dos outros faz com que muitos profissionais não se arrisquem e percam boas oportunidades de negócios. A gestão também pode ser ineficiente, caso um líder tenha atitudes inseguras ou pouco objetivas frente ao seu grupo. Ao contrário, quando um profissional arrisca-se no gerir e no criar, por acreditar no seu potencial, transmite uma boa percepção sobre sua capacidade e habilidade para enfrentar e resolver os desafios que surgem. Uma atitude de enfrentamento gera, naturalmente, uma percepção de respeito por parte de seus colegas e funcionários, que retroalimenta sua imagem de segurança e confiança em suas decisões e ações.

Mas, como melhorar sua autoestima? Afinal é ela que vai determinar muito a forma como você enfrenta seu dia a dia e a imagem que transmite aos seus colegas e subordinados. Estar atento(a) aos seguintes pontos pode ajudar a melhorar e a incrementar, não só suas atitudes, como também a autoestima.

  • Saber que é impossível agradar a todos é o primeiro passo;
  • Autoconhecimento é importante para uma boa percepção de suas potencialidades e fragilidades;
  • Aceite-se e reconheça seus pontos positivos e valorize-os. Reconheça também os negativos e trabalhe para minimizá-los ou melhorá-los;
  • Valorize o que tem de bom, seja no comportamento, na aparência, na comunicação ou em qualquer área. Saiba usar seu talento a seu favor, sempre com respeito e sabedoria;
  • Capacite-se, estude, pois é fundamental para ganhar e transmitir segurança em suas ações;
  • Aprenda a dizer “não” e a estabelecer limites. Só você sabe até onde pode e quer que os outros avancem na sua vida. Não há como as pessoas adivinharem o que você espera delas;
  • Esteja atento(a) aos seus pensamentos! Pensamentos negativos frequentes só abatem sua autoestima. Avalie se eles são verdadeiros ou estão super valorizados. Pondere se não está sendo muito exigente ou crítico(a) com você mesmo(a). Seja mais amável e menos duro(a) consigo próprio(a) e, talvez, descubra pontos favoráveis a você.
  • Seja colaborativo(a), ou seja, ajude o próximo. Você, com certeza, tem facilidades e habilidades que diferem dos outros. Ajudar alguém nos traz uma sensação de satisfação e orgulho o que, naturalmente, aumenta nosso autoconceito e imagem.
  • Trabalhe duro a seu favor; afinal o sucesso depende de seu aperfeiçoamento pessoal.

Boa sorte!

Vânia Vidal de Oliva é Psicóloga Clínica com 28 anos de experiência no atendimento de adolescentes, adultos e na orientação familiar. Atua hoje na Clínica Casa do Crescer na cidade de Curitiba. Colunista do site Mãezíssima, do blog da Clínica Base e do blog Markentista.

Deixe um comentário